Etiquetas

,

A Lição Dos Grafitti

Varel caminha agora no campo ameno dos cactos, das trepadeiras, dos coelhos. Vai olhando em volta, satisfeito pela aragem que de momento se elevou. Afasta alguma sarça mais cerrada, busca o caminho por entre os arbustos cada vez mais duros e a atenção eleva-se-lhe para o sol que oscila entre os ramos. O terreno desce agora para um nítido vale onde avista pedras e um regato. Escorrega até ao fundo do pequeno abismo poeirento, e salta o regato para a outra margem. Sombrio, o lugar. Senta-se no chão e agarra o solo. A seu lado uma pedra grande, de sob cuja poeira irradia um nítido traçado intencional. Limpa e lê: O CAMPO É MUITO VASTO. (P. 115)

A DESCOBERTA

(…) A minha querida besta terna e verdadeira, em que serei alma e espírito, com que beberei copos de água fresca e comerei doces e frutos: a que dorme só e pode querer aquecer-se no corpo amigo de outras bestas, em quartos de hotel que são metade do seu mundo; a de mãos dadas nas ruas de Marrakech, a da cabeça pousada no peito amigo. A da lua e do vento nos poemas chineses, e dos mosquitos; a que sabe e expia a tristeza dos animais encarcerados, ultrajados pelos visitantes dos jardins zoológicos. A que se encolhe de medo, e pula de alegria na segurança da protecção. A que não compra nem vende, e apenas dá e tira. A vaidosa, a mongolóide ao espelho. A vivaz. A que se ofende e agride. A que de repente fica triste, sabendo que vai morrer. Morrer sozinha, ser levada para fora da cidade e deixada «morta» a que morre. A que o sabe e aceita. A que diz sim e ri. A do tempo instintivo, homogéneo. A que gosta de conduzir-se à vontade, sem razões. A admiradora da razão e das majestades do pensamento. A que desconfia dos racionalistas e às vezes os segue arrastada pelos punhos indefesa. A que lamenta e expia a pretensão ignorante dos homens, conhecendo os seus efeitos. A que pode compreender as verdades causais da pretensão ignorante.(…) A que tem olhos e é um arco de olhar maravilhado onde vê tudo. (…)  (pp. 47-48)

raso como o chão, editorial estampa, 1977

Anúncios